sábado, 9 de julho de 2011

Jala - a água


video

Oi Gente Boa! Começamos então mais um bate-papo e dessa vez ao som de Zé Ramalho interpretando Planeta Água... Espero que curtam! Eu adoro essa música!
Escolhi esse fundo musical para falarmos do elemento Jala ou Apa que em português significa água.

Retirado de varges.deviantart.com

Jala surge, da mesma forma que os demais, como consequência deles. Com isso, contém em sua essência um bocado de cada um dos outros três elementos já comentados. Akasha fornece o espaço necessário para que Jala exista, Vayu fornece o movimento para que ela flua. O atrito de vayu gera o calor e o fogo, ou agni. Todo esse processo consiste em um adensamento da matéria. Assim sendo, conforme agni se movimenta ele também se adensa, esfria e surge Jala, ou o elemento água.



Nesse momento, ao falarmos de Jala ou Apas estamos lidando com o solvente universal. Como aprendemos na escola, é o elemento que responde por cerca de 70-75% de nosso planeta e de nosso corpo. Está diluindo nosso sangue, preenchendo nossas células, permitindo a formação de substância gelatinosa amortecedora para nossas células, o aparecimento dos sucos digestivos, da saliva, do suor, urina. Tem relação com tudo que é líquido dentro e fora do nosso corpo e com a noção de coesão, aderência.


Jala está relacionada com a percepção do sabor (ou rasa) - lembremos que quando estamos com a boca seca por qualquer motivo essa percepção fica deficiente. Assim, relaciona-se com o sentido do paladar. Seu órgão sensorial é a língua. É através dela que percebemos os sabores, que experimentamos o mundo à nossa volta. Ao vermos algo de que gostamos a resposta é "água na boca!"
Quando bebês, o primeiro contato que temos com o mundo é através de nossos lábios e de nossa língua (tem uns que já nascem ate com dentes! rs...) Ao abocanharmos a mama de nossas mães percebemos o mundo que nos cerca. Sentimos amor, ternura, emoção, nervoso, stress, tudo que está nos cercando. Vejam, mais uma vez, como essa experiência deve ser única e enaltecida cada vez mais. Amamentar é uma atitude de amor, de educação. Ouso mesmo dizer que seria uma das primeiras formas que ensinamos a respeito do mundo para nossos pequeninos.
Ainda falando dessa oralidade infantil, nos remetemos ao conceito de prazer. Não há tipos diferentes de prazer, há formas e coisas diferentes que nos proporcionam prazer. Desta forma, entendemos que a sexualidade está relacionada com esse elemento. Sendo assim, fica mais fácil entendermos que a faculdade de ação ou o karmendriya relacionado com esse mahabhuta seja a procriação e o órgão executor dessa faculdade são os órgãos genitais. Abro aqui um parêntesis para esclarecer que sexualidade não está relacionada com sexo, mas com prazer. Não confundam!

Feto com 20 semanas
 Enquanto redigia esse artigo pensei em algo que compartilho com vocês e aguardo para ouvir comentários dos meus mestres. A procriação em si, o ato de gerar um novo ser e aguardado pelo corpo feminino num ritual sagrado. Todo mês vivenciamos mudanças e alterações hormonais e teciduais esperando que uma nova vida surja. Então, pensando no que falávamos, no momento mais propício para concepção estamos inundadas de elemento água. As secreções vaginais são mais flúidas para que o espermatozóide possa se locomover com mais facilidade até o seu alvo. Expressamos um temperamento e emoções mais "úmidas", tudo está com mais elemento água. Estamos inundadas! E realizada a concepção, o novo ser que chega ao mundo passará nove longos meses imerso em água.
Como os elementos anteriores Jala apresenta qualidades próprias, ou gunas que são: sheeta (fria), snigdha (oleosa), drava (fria), mrudu (suave), picchila (pegajosa, aderente), chala (móvel). Novamente, tudo que comemos ou que fazemos - como por exemplo os ambiente que moramos ou que vivemos com muita constância - que têm os mesmos atributos aumentam o elemento água em nosso corpo e mente.
Bom, acho que encerramos por aqui sobre o elemento Jala!
Espero que estejam gostando dos artigos!

Um grande beijo e até o próximo! :)

Um comentário:

Flor Baez disse...

ótima postagem! Muito didática e interessante!

Bjs

Meu Selinho

Meu Selinho