sexta-feira, 17 de junho de 2011

Akasha - o espaço vazio ou o éter

Queridos Amigos e Amigas, um belo dia de vida para todos nós!
Continuando nossa conversa, vamos falar do elemento Akasha (em sânscrito: आकाश) que traduzimos para o português como espaço vazio ou éter.

Terra vista do Espaço

Antes de qualquer coisa precisamos ter bem claro na nossa cabeça que quando falamos nesses elementos não nos referimos ao elemento físico em si. Então, não é o éter que conhecemos e compramos na farmácia (aliás não compramos mais!) Precisamos ter em mente um conceito mais amplo e abstrato.
É difícil eu sei, mas vamos tentar assim... Imaginem o Espaço vazio não apenas como um lugar sem nada e nem ninguém, mas como toda possibilidade de acomodar algo... O aether de Anaxágoras e outros filósofos gregos para quem o Universo estava imerso em éter...
Não vamos absolutamente esquecer a ideia inicial que nos surge a cabeça quando falamos de espaço vazio, mas precisamos ter essa outra ideia também. Guardada bem do nosso lado, ok?!


Assim akasha é o primeiro "elemento grosseiro" que surge na criação dos cinco elementos. Vejam que coloco elemento grosseiro entre aspas porque para o nosso entendimento ele já é muito sutil, de difícil compreensão imediata.

Feto com 20 semanas

De forma simplificada, podemos dizer que onde há um espaço qualquer, por menor ou maior que seja, há akasha. Dos grandes espaços do globo terrestre como as campinas, os vãos de vulcões, aos espaços  nosso corpo como boca, conduto auditivo, cavidades cardíacas, espaços entre as células neuronais, espaços dentro das células, espaços entre as pequenas partículas atômicas e subatômicas tudo que é espaço é akasha. 


Sinapses nervosas

Agora vamos parar e pensar um pouco sobre uma coisa interessante. Pensando no que falamos antes, nós não seríamos grandes "espaços vazios ambulantes"? Pensem comigo, por mais apertada que uma matéria esteja, por mais colada que ela esteja, sempre haverá um espaço. O espaço é a maior parte do átomo, lembram?! Nossa! Quando pensei nisso passei a olhar tudo com outros olhos!


Átomo e partículas subatômicas em movimento

E vamos seguir, agora que estamos entendendo um pouco o que é akasha, é preciso saber que todos os elementos grosseiros, aliás tudo que há nesse mundo e nos outros têm qualidades (ou gunas). Esses gunas são características inerentes aos elementos que acabam influenciando nosso comportamento, nossa saúde, nossos pensamentos, os alimentos que ingerimos... Assim, dizemos que akasha - ou o espaço vazio - é leve (ou laghu), é suave (ou mrudu) e é sutil (ou sukshuma) e tudo que tiver essas mesmas qualidades vai aumentar esse elemento em nosso corpo. Esse é o princípio do Ayurveda, semelhante aumenta semelhante!


Esse primeiro elemento a ser criado tem relação com o sentido da audição (ou shrotra) porque, conforme Dr. Vasant Lad descreve em seu livro Textbook of Ayurveda, o éter é o meio pelo qual o som é transmitido e o elemento etéreo está relacionado à função auditiva. Essa mesma função auditiva se manifesta, manifesta sua ação, através da fala (ou vak indriya), que é como criamos os sons. Percebem o encadeamento? A audição, bem como os outros 4 sentidos, são nossos órgãos receptores do mundo externo (ou jnana indriyas - faculdades dos sentidos). Nós exteriorizamos a ação, ou poderia dizer complementamos ativamente essa ação, ou ainda, atuamos no mundo externo através da fala. Esse é um dos nossos 5 órgãos de ação, ou karma indriyas.
Complicado? Pode ser um pouquinho nesse primeiro momento, mas não vamos desistir... Agora que começamos a entender qual o sentido de akasha, vamos para o próximo panchamahabhuta...

Um grande beijo e até lá!

3 comentários:

Sol disse...

Oi, Rita

Muito boa a sua iniciativa aqui no blog e muito bom o resultado da iniciativa: pensamento vata, execução pitta, não te parece?
Perfeita!
beijo

Solange (sua colega de ayurveda, a Solange baixinha)

Sol disse...

Oi, Rita

Adorei seu blog! Ideia vata, execução pitta! Perfeita!

Sol (colega de ayurveda)

Rita disse...

Oi Sol, uma linda tarde de Sol para nós!
Verdade! Tbm estou gostando do resultado. Isso tudo obriga mais e mais estudo, e eu adoro! rs...
O que achou dos artigos?
Fique à vontade para complementar, hein?! Aliás, já está intimada a complementar!
Aqui a casa é nossa!
Beijos e nos vemos amanhã!

Meu Selinho

Meu Selinho